MOÇAMBIQUE - DADOS GERAIS SOBRE MOÇAMBIQUE



Data da Independência - 25 de Junho de 1975
Chefe do Estado - Armando Emílio Guebuza
Sistema político - Multipartidário (Constituição de 1990 e 2004 )
Assembleia da República - 250 lugares (3ªs eleições gerais de 2004 )
Localização - Moçambique é localizado estrategicamente na costa oriental de África Austral, e é a porta de entrada para 6 países Area 799 390 km2 (13 000 km2 de águas interiores)
População - 19.436.009 (Ano: 2010 - Fonte: INE )
Clima - Sub-tropical até tropical (de sul para norte)
Capital - Cidade de Maputo (estatuto de província)
Províncias - Cabo Delgado, Niassa, Nampula, Tete, Zambezia, Manica, Sofala, Inhambane, Gaza, Maputo
Línguas - Português (oficial)
Religiões - Tradicional africana, Cristã (Católica e Protestante), Islâmica, Hindú
Recursos naturais - Energia hidroeléctrica, gás, carvão, minerais, madeiras, terra agrícola
Exportações principais - Camarão, algodão, cajú, açucar, chá, copra
Moeda - Metical (MT)
PIB per capita - US$ 485(2010)
PIB crescimento - 4,5% (2010)

Vistos - Vistos de entrada podem ser tratados antecipadamente, nas missões Diplomáticas de Moçambique no estrangeiro ou directamente junto da Direcção Nacional de Migração. Vistos de trabalho ou de residência são obrigatoriamente solicitados à Migração.Entretanto, visitantes de Paises onde não existe uma Representação Diplomática Moçambicana, podem comprar Vistos na fronteira.

GEOGRAFIA

Moçambique encontra-se na costa oriental da África entre a África do Sul e Suazilândia no sul , Tanzânia no norte e Zimbábue no oeste. O país possui uma área de 812.379 km2 (313,661 milhas quadradas). Moçambique pode ser dividido em duas regiões principais, no sul as planícies e ao norte as montanhas, separados pelo rio Zambezi. Assim, no sul a altitude é em média de 200 pés acima do nível do mar por quase toda a região, com exceção de Chimoio. Ao norte as montanhas tem uma altura média de 5,000 a 8,000 pés de altitude. A rede hidrográfica compreende mais de 65 rios. O clima do país é tropical. Os recursos naturais do país são basicamente o carvão, titânio e gás natural.

DADOS GERAIS
O nome oficial de Moçambique é República de Moçambique. Moçambique é uma democracia cuja o sistema de governo é parlamentarista. A população de Moçambique é de aproximadamente 18.000.000 de habitantes sendo que metade da população pratica religiões indígenas, 30% são cristãos e 20% são muçulmanos. A língua nacional é o português, mas se falam mais 16 dialetos africanos. A moeda nacional é o Metical e a capital do país se chama Maputo, porém antes de sua independência era conhecida como Lourenço Marques. Moçambique exporta camarão, açúcar, castana de cajú, algodão e citrino. Importa comida, roupa, equipamento para agricultura, e petróleo. De uma maneira geral a população sofre de má nutrição e de doenças.

HISTÓRIA
No século XV mercadores árabes fundaram colônias comerciais em Sofala, Quelimane, Angoche em Moçambique. Moçambique viria a ser visitada pela frota de Vasco de Gama no dia 2 de Março de 1498, vindo os Portugueses a ocupar e colonizar Sofala no ano 1505. O país era governado inicialmente como parte constituinte da Índia portuguesa, mas tornou-se posteriormente uma administração separada. Moçambique foi elevada a província ultramarina portuguesa em 1951.
No ano de 1962 a Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique) iniciou suas atividades lançando uma campanha militar em 1964 pela independência do país. No dia 25 de Junho de 1975 Moçambique tornou-se um país independente. A Frelimo passou a controlar o país, porém enfrenta dificuldades para administrá-lo. Grupos descontentes com a Frelimo criam a Renamo (Resistência Nacional Moçambicana), grupo paramilitar que procura desestabilizar o governo através de ataques contínuos a instalações govenamentais e civis. Em 1989 a Frelimo abandonou a orientação marxista-leninista. Com o acordo de paz assinado pela Renamo e a Frelimo em 1992, a constituição é alterada permitindo a realização das primeiras eleições multipartidárias do país. Nas eleições de 1994 a Renamo obteve uma expressiva vitória no centro e norte do país. Até o ano 1995 ainda haviam manifestações contra a política do governo de Moçambique.